Metaverso: Conheça a sua origem

Muito tem se falado sobre o Metaverso, mas você conhece a sua origem? Para quem é entusiasta do mundo cripto é importante saber a origem de tudo, como e porque esse universo se iniciou e como isso afeta o nosso dia a dia.

Para começar, a palavra Metaverso é a união dos termos meta, que em grego significa além, e verso, que significa universo. O termo surgiu quando o escritor Neal Stephenson escreveu o livro de ficção científica “Snow Crash”, em 1992. 

Nessa obra, o Metaverso retrata um ambiente urbano onde as pessoas podiam acessar os avatares e o universo digital, por meio dos óculos de realidade aumentada em terminais públicos. O intuito era fugir da realidade distópica!

Curioso é que 20 anos depois essas tecnologias já existem e esse contexto do livro pode ser facilmente identificado no dia a dia. 

Mas o que é esse tal de Metaverso?

O Metaverso nada mais é que um ambiente virtual 3D, onde os usuários podem interagir entre si utilizando avatares digitais.

Nele é possível fazer tudo aquilo que já fazemos no mundo real, como ir a academia, trabalhar ou até reunir amigos. O intuito é criar uma conexão entre o mundo real e o virtual e para isso são utilizadas diferentes tecnologias, como realidade virtual e aumentada, redes sociais, NFTs, criptomoedas, entre outras.

Qual foi o primeiro uso do Metaverso?

O jogo virtual Second Life, lançado em 2003, é considerado a primeira experiência real no Metaverso. Nele os usuários criavam avatares e interagiam em um mundo fictício. Mas nos anos 90 existiam outros jogos parecidos, como o Active Worlds, que instigou as experiências nesse ambiente.

Hoje em dia ficou muito mais fácil fazer parte do Metaverso, são diversos ambientes e tecnologias para você jogar, trabalhar, se exercitar e muito mais. Lógico, antes de entrar, você vai precisar acessar devices tecnológicos como óculos de realidade virtual e aumentada, mas o mercado já oferece diversas opções. E escolher o ambiente que você quer acessar, como Decentraland, Axie Infinity, Horizon, Stepn, que são apenas alguns exemplos das centenas de universos.

E com o avanço da tecnologia, o acesso ficará muito mais simples. 

E você, já embarcou no metaverso? Conte aqui nos comentários a sua experiência!

Dentro do Metaverso é muito comum utilizarmos NFTs. E você sabia que esse tipo de token já trouxe um grande benefício na realidade presencial? Dá só uma lida na matéria que tivemos com Victor Hespanha, o criptonauta que ganhou uma viagem ao espaço, após comprar 3 NFTs!

BlueBenx entrevista o criptonauta brasileiro: Victor Hespanha

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.